31 de mai de 2011

Os passarinhos e eu

Quisera ser um passarinho para com suas asas alcançar,
onde meus pés nao podem chegar.
Quisera pousar na janela daquela menininha que fica tao sozinha em casa,
quando seus pais estao longe  buscando aquilo que pensam ser o mais importante para ela, os bens materiais.
E aquilo que ela mais queria era poder estar sempre junto com eles, até quando por acaso falte o que comer e vestir.

Sendo eu passarinho ensinarei a muita gente grande e pequena, como se deve comer e o que comer,
Qual tamanho eu devo ficar, nunca grande demais, por que com certeza eu jamais vou morrer do coraçao.
Quando pequenino sempre louvo a Deus por ele ter me criado , por que a primeira coisa que faço pela manha é louva-lo.
Nao estou interessado em  ganhar dinheiro, sabendo que ele é a raiz de todos os males.


Quando estou do tamanho de um passarinho consigo ver todas as pessoas e o que esta ao meu redor do mesmo tamanho e sempre iguais.
Jamais pensarei que posso e sei mais do que o meu proximo.Ja disse Socrates um dia quando estava muito chateado com seus semelhantes. 'So sei que nada sei'.
Sendo eu um passarinho vejo tudo colorido e a terra embora esteja se acabando, através dos meus olhos nunca sera preta e branca.

Embora os homens tenham esquecido que os melhores perfumes estam nos menores frascos,
esqueceram que as coisas mais belas sao as simples e bem feitas.
Nao lembraram  mais  que as coisas boas da vida, sao feitas para apreciar e pensar.
Nao sao veloses e burras. Mais fazem pensar e foram feitas para apreciar.

Um comentário:

  1. Adorei essa analogia "voadora" :-)
    A foto tá tao linda!

    ResponderExcluir