3 de nov de 2013

CASAMENTO AINDA?





Os casamentos nao estao dando certo, eu penso, porque nossa vida material esta ficando cada dia mais importante para nos, e principalmente para as mulheres. Elas nao nasceram para serem Amélias, e em faltando dinheiro saem das suas casas buscando esse dinheiro. Nao penso que elas nao queiram mais o casamento, apenas começam querendo ajudar, mas os maridos nao entendem, e pensam que elas querem é aparecer, mesmo quando o dinheiro entra e faz bem para eles também. Como elas começam a serem melhores do que eles, começam as discussoes. Eles ja começam a buscar outras 'mulheres’ porque dizem nao teem mais em casa. Porém eles mesmo, se achando, nao as ajudam em casa. Fica faltando tempo para o romance, que digamos, é muito gostoso. Mas precisamos escolher as prioridades, e panela cheia, muitas ou sempre é melhor que romance sem graça. Esse texto é de alguem que esta tentando entender o me cerca, porque se eu vou dizer, porque acabaram meus 'romances', eles serao muito sem graça. O que aprendi foi com malandros e isso serve para as ‘mulheres que se envolvem com homens sem carater’.  Mas voltando ao casamento falido, 'que para falar a verdade, eu sou daquelas que acredito em casamentos bons, conheço alguns'. Mulheres independentes sao um perigo para os homens, que nao mudaram.Eles ainda sao parecidos com os homens da caverna. Mesmo que nos meus relacionamentos, nao tive muita oportunidade de mostrar independencia, pude ver que até mesmo em situaçoes simples, mostrar que voce pode pensar, deu ‘pano pra manga’. Ex: eu quero dormir vestida com o pijama da mamae, ou gostaria de ficar em silencio, ou simplesmente quero tomar banho agora e nao quero ninguém me enchendo o saco. Claro que se as mulheres de hoje, estudam e teem sua situaçao financeira definida, ela escolhera estar sozinha. Quanto aos relacionamentos abertos, nao creio neles, porque mulher se apaixonada rapidamente, e mesmo nesses relacionamentos, nos   envolver por eles, nao sera mais relacionamento aberto, e sim prisoes. Esta cheio disso por ai. Para os homens relacionamento aberto sao maravilhosos. Nos sempre nos sentimos casadas. Infelizmente queremos ser donas de tudo. Infelizmente nesses casamentos, quem esta sofrendo sao os filhos e a sociedade. Porque se tornam 'individuos' e nao seres humanos, ai temos politicos corruptos, crianças tristes, e por ai... A situaçao no nosso pais voce conhece, a mulherada vive se casando para fugir de problemas (pobreza, filhos, irmaos) e entram em problemas maiores . kkkk

2 de nov de 2013

O SORRISO DAS IRMAS



Incrivel, mas pessoas que vieram do mesmo mundo, como podem ser tao diferentes?
Conhecem a maioria dos nossos caminhos, a melhor parte da nossa vida,  a nossa infancia. A infancia sempre sera a melhor parte da nossa vida, porque nela nossas irmas estao la bem presentes. Ainda que tenha doido um pouquimho, nao conseguiremos esquece-la. Ah... sermos crianças e termos irmaos, principalmente irmas. Podemos contar tudo o que fizemos,aquilo que iremos fazer. Os nossos pensamentos,chorar e sorrir em um tom, que podem ate serem confundidos. Serao  choros ou sao sorrisos? Estas coisas marcam tanto, que depois de tantos anos passados, quando estamos juntas, nos lembramos ate de pequenos detalhes, mesmo se  essas recordaçoes doem, nao tem importancia.Elas sabem das dores, das cores, certezas.Sao amigas e inimigas,vivemos quem sabe as mesmas ideias, mas as apreendemos diferentes. Se briga, se ama, se respeita e ate mesmo desrespeita.Arrancamos os cabelos, e os colocamos no lugar rapidamente, reclamamos, entendemos e desentendemos, falamos alto, logo baixo,resmungamos lamentamos, celebramos e nos xingamos mais um pouco. Tomamos rumos rumos diferentes,nos afastamos se telefonam se veem, se consolam, se perdem, se encontram; mas entendem a importancia da ausencia. Se vivemos a força do elo, mas nao nos se separamos. As coisas pequenas da vida, sao as mais valiosas.
Obrigada mana querida, por esses dias tao legais, inesqueciveis. Oxala venham a se repetir muitas vezes mais.
Te amo!
Te amo!
Amos voces manas queridas.